EPIS 2018 – CIRES atribuiu duas bolsas de estudos a alunos de Estarreja

“Acreditando que o sucesso na educação é um dos fatores de maior relevância no combate à exclusão social, foi com enorme satisfação que a CIRES se associou à iniciativa da EPIS, apoiando o programa de Bolsas Sociais para 2018. Dando prioridade à atribuição de bolsas de ensino secundário a alunos naturais do concelho de Estarreja, onde a empresa desenvolve a sua atividade há quase 60 anos, a CIRES espera, por esta via, continuar a contribuir para o desenvolvimento económico e social da comunidade local.”
Pedro Gonçalves, Diretor Geral

No dia 22 de Novembro foram entregues 71 Bolsas Sociais EPIS, distribuídas por 60 alunos e 8 projetos de escolas públicas e organizações, num investimento recorde de 99.600 euros.

O objetivo deste programa anual promovido pela EPIS – Empresários Pela Inclusão Social é o de contribuir para minimizar as taxas de insucesso e o abandono escolar em Portugal, através da igualdade de oportunidades.

A participação da CIRES permitiu que dois jovens, naturais do concelho de Estarreja, pudessem manter os seus estudos, estando atualmente a frequentar agora o 10ª ano na Escola Secundária de Estarreja.

Nesta edição, a Associação recebeu 328 candidaturas integradas nas 19 categorias a concurso. No total dos alunos, 54 estão agora inseridos no 3.º ciclo e 6 no pós-secundário, tendo sido premiados pelo bom desempenho no ano letivo 2017/2018 e continuarão a ser apoiados no seu percurso académico, durante os próximos três anos.

As Bolsas Sociais EPIS distinguem o mérito escolar de estudantes nos 9.º e 12.º anos de escolaridade que vivem em contextos socioeconómicos mais desfavorecidos, mas também as boas práticas organizativas em estabelecimentos de ensino e instituições que promovem a inclusão social de crianças e jovens carenciados e a inserção profissional e/ou ocupacional de jovens com necessidades especiais. Estas inserem-se numa nova categoria lançada este ano – Jovens Especiais – criada em parceria com o Banco Santander e a Fundação Amélia de Mello.

Notícia TVI

Notícia TSF

Notícia Diário de Notícias